Sexta-feira, 22 de Outubro de 2010

Oceano Nox - Um bramido

 

 Musica - All waters have the colour of drowning

 

"Junto do mar, que erguia gravemente
A trágica voz rouca, enquanto o vento
Passava como o vôo do pensamento
Que busca e hesita, inquieto e intermitente,

Junto do mar sentei-me tristemente,
Olhando o céu pesado e nevoento,
E interroguei, cismando, esse lamento
Que saía das coisas, vagamente...

Que inquieto desejo vos tortura,
Seres elementares, força obscura?
Em volta de que idéia gravitais?

Mas na imensa extensão, onde se esconde
O Inconsciente imortal, só me responde
Um bramido, um queixume, e nada mais..."

(Antero de Quental, in "Sonetos")

 

(A intensidade envolve-me os sentidos cada vez que pego na minha maquina e clico cenários como estes. Estes momentos, tem a capacidade de me apaziguar os turbilhões de emoções e sentimentos que existem dentro de mim e trazem-me tranquilidade e paz...Tudo que é uma nova oportunidade deve sempre ser tida em consideração, por isso não dispenso o ir à luta, à descoberta, do que me envolve os sentidos e os sentimentos. Uma dia destes li algures qualquer coisa assim: "Cobardia também é uma qualidade de quem não assume alguns sentimentos, pois mais tarde podem vir a magoar...". Eu acho sinceramente que cobardia é mesmo não assumir os sentimentos que vivem, e muitas vezes se escondem dentro de nós.

Às vezes dou comigo a pensar: ...Falo demais? Às Vezes. ...Digo disparares? Muitas (tantas) Vezes. Mas sou SEMPRE eu, autêntica e verdadeira. Digo o que me vai na Alma. Digo o que sinto, mas acima de tudo, sinto sempre TUDO o que digo... Não escondo nada do que sou. Não escondo sentimentos. E cada vez mais valorizo os sentimentos puros e verdadeiros que tenho dentro de mim. Por estas e outras razões que trago dentro de mim um turbilhão de emoções e sentimentos que me inquietam e me revoltam quando vejo a injustiça e o egoísmo em que se transformou esta sociedade. E eu sei qual é o meu grande problema, é que quero coisas simples, no entanto pareço exigente e isso tem-me trazido tantos dissabores... Enfim sou como sou. Eu, sempre eu e nada mais...)

(Um Sorriso)


publicado por SV às 23:29
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.