Quinta-feira, 4 de Novembro de 2010

Destino, Acaso ou Coincidência

 

Musica - Evidence

 

"Podemos muito bem, se for esse o nosso desejo, vaguear sem destino pelo vasto mundo do acaso. Que é como quem diz, sem raízes, exactamente da mesma maneira que a semente alada de certas plantas esvoaça ao sabor da brisa primaveril.
E, contudo, não faltará ao mesmo tempo quem negue a existência daquilo a que se convencionou chamar o destino. O que está feito, feito está, o que tem se ser tem muita força e por aí fora. Por outras palavras, quer queiramos quer não, a nossa existência resume-se a uma sucessão de instantes passageiros aprisionados entre o «tudo» que ficou para trás e o «nada» que temos pela frente. Decididamente, neste mundo não há lugar para as coincidências nem para as probabilidades.
Na verdade, porém, não se pode dizer que entre esses dois pontos de vista exista uma grande diferença. O que se passa - como, de resto, em qualquer confronto de opiniões - é o mesmo que sucede com certos pratos culinários: são conhecidos por nomes diferentes mas, na prática, o resultado não varia."

(Haruki Murakami, in 'Em Busca do Carneiro Selvagem')

 

(Para mim, tudo na Vida tem uma razão de ser. Eu sou daquelas pessoas que acredita que de alguma maneira, (e algures não sei onde), temos o destino "escrito". Também acredito piamente que, as pessoas que vamos encontrando no caminho da nossa Vida, não são fruto do acaso, muito menos as encontramos por mera coincidência. Até uma certa altura da minha vida, acreditei em coincidências, no entanto, e porque me fizeram ver mais além, comecei a analisar, a ver, a pensar e cheguei à conclusão que não as há. Há momentos, particularidades, razões, convicções, factos, ocasiões oportunas, e por ai adiante... que conjugadas com o querer, opções e/ou prioridades podem dar em acasos, mas nunca em coincidências. Todos os acontecimentos das nossas vidas são consequências de intervenções humanas. Existem factos distintos com características semelhantes.

É mais do que evidente que o Homem se transformou num ser egoísta, que não olha a meios para atingir os fins... aproveitando todas as oportunidades, acasos, momentos e fazendo parecer que são meras coincidências...

E concluio citando J. Haas : "Não existem coincidências, apenas desculpas para dar motivo a acontecimentos inesperados em nosso percurso. Existem paradoxos, porque o bem é mal e o mal vai além, mesmo que por bem, e extravasam palavras ambivalentes que se chocam na estrada. Enfim, tudo é relativo: depende quando, como, quem, pois só existe uma verdade e cada um conta sua mentira".)

(Um Sorriso)

música: Katatonia - Evidence

publicado por SV às 19:24
| comentar

Fotografar é...

...escrever com o coração e ler com a alma.

As horas...

Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30

31


Links

Posts recentes

O Caminho da minha Impuls...

Amigo

Vale a pena lutar?

Sentes, Pensas e Sabes qu...

Destino, Acaso ou Coincid...

Precious

Oceano Nox - Um bramido

O Mar Agita-se, como um A...

O Sorriso

(para mim) Será Eterna...

Desde 04/05/2007:

Arquivos

Julho 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 2 seguidores