Domingo, 17 de Janeiro de 2010

Existem prazeres que apaziguam...

 

Musica - Gota d'água 

 

 

Gota de água

 

Eu, quando choro,
não choro eu.
Chora aquilo que nos homens
em todo o tempo sofreu.
as lágrimas são minhas
mas o choro não é meu.

(António Gedeão)

 

(O tempo que demorei até conseguir tirar esta foto com o efeito que tem. Foi tirada ontem a meio da tarde. O reflexo que se vê dentro da gotinha, é real, nada foi alterado. Apenas lhe dei  um pouco de luminosidade para realçar  a sua beleza, só isso. Considero-a uma foto simplesmente fantástica.  O resto, foi mesmo só: eu, a minha máquina, a minha sensibilidade e neste caso a minha paciência, para obter este resultado. Mais uma daquelas que me deu um prazer inexplicável. Mas, também...

...Existem prazeres que apaziguam...

Depois foi sentar-me em frente ao computador, pesquisar e tudo apareceu naturalmente. O Poema de António Gedeão, a musica de Chico Buarque, para juntar à minha "Gota d'água"... ui mais uma vez um trio que no meu entender traduz na perfeição toda a carga, a energia, o espírito, a essência, o significado, a interpretação, mas principalmente a garra e a força com que tirei esta foto. O original da foto, vai ficar guardado, muito bem guardado e no devido momento sairá do "baú". Esta foto poderá ter 1001 interpretações, mas a minha, aquela que eu lhe dei/dou, essa só eu sei e vai ficar gravada na minha alma, como diz a música: 

 

Já lhe dei meu corpo
Minha alegria
Já estanquei meu sangue
Quando fervia
Olha a voz que me resta
Olha a veia que salta
Olha a gota que falta
Pro desfecho da festa
......

(Um Sorriso)

 

música: Chico Buarque - Gota d'água

publicado por SV às 13:14
| comentar | ver comentários (1)
Quarta-feira, 13 de Janeiro de 2010

O tempo, eterniza-os até ao fim...

 

 

 Musica - Bliss

 

 

Explicação da Eternidade

 

devagar, o tempo transforma tudo em tempo.
o ódio transforma-se em tempo, o amor
transforma-se em tempo, a dor transforma-se
em tempo.

 

os assuntos que julgámos mais profundos,
mais impossíveis, mais permanentes e imutáveis,
transformam-se devagar em tempo.

 

por si só, o tempo não é nada.
a idade de nada é nada.
a eternidade não existe.
no entanto, a eternidade existe.

 

os instantes dos teus olhos parados sobre mim eram eternos.
os instantes do teu sorriso eram eternos.
os instantes do teu corpo de luz eram eternos.

 

foste eterna até ao fim.

 

(José Luís Peixoto, in "A Casa, A Escuridão")

 

(Para mim, aqui está mais uma junção perfeita entre: uma foto minha, uma música dos Muse, e o poema do José Luís Peixoto. Esta foto, foi tirada num dia onde eternizei vários momentos em mim, que serão eternos até ao fim...porque há momentos, que o tempo não leva, não apaga, não esquece, eterniza-os até ao fim... e no fim o tempo, o tempo, esse um dia me dará razão...)

(Um Sorriso)

 

música: Muse - Bliss

publicado por SV às 19:14
| comentar | ver comentários (2)
Domingo, 3 de Janeiro de 2010

Força ou Forças?

 

Musica - Kiss From A Rose

 

"A beleza começou por ser uma explicação que a sexualidade deu a si-própria de preferências provavelmentente de origem magnética. Tudo é um jogo de forças, e na obra de arte não temos que procurar «beleza» ou coisa que possa andar no gozo desse nome. Em toda a obra humana, ou não humana, procuramos só duas coisas, força e equilíbrio de força - energia e harmonia.
Perante qualquer obra de qualquer arte - desde a de guardar porcos à de construir sinfonias - pergunto só: quanta força? quanta mais força? quanta violência de tendência? quanta violência reflexa de tendência, violência de tendência sobre si própria, força da força em não se desviar da sua direcção, que é um elemento da sua força?

(Fernando Pessoa, Jogo de Forças in 'Correspondência')

 

(A Força ou as Forças? A energia que vem de dentro... ou a Energia magnética? A obra humana no seu conjunto, ou a obra-prima que se vai contruindo ao longo dos anos? O jogo da vida ou a vida num jogo? Questões que se me colocam e para as quais vou tendo as respostas... com o equilibrio da Vida pela Vida... A minha força natural, essa, é-me intrínseca...)

(Um Sorriso)

 

música: Northern Kings - Kiss From A Rose

publicado por SV às 16:24
| comentar

Fotografar é...

...escrever com o coração e ler com a alma.

As horas...

Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30

31


Links

Posts recentes

O Caminho da minha Impuls...

Amigo

Vale a pena lutar?

Sentes, Pensas e Sabes qu...

Destino, Acaso ou Coincid...

Precious

Oceano Nox - Um bramido

O Mar Agita-se, como um A...

O Sorriso

(para mim) Será Eterna...

Desde 04/05/2007:

Arquivos

Julho 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 2 seguidores