Segunda-feira, 15 de Outubro de 2007

Encontrei-a.

 

O Verdadeiro Emprego da Nossa Razão

"De resto, o verdadeiro emprego da nossa razão para a conduta da vida não consiste senão em examinar e considerar sem paixão o valor de todas as perfeições, tanto do corpo quanto do espírito, que podem ser adquiridas através da nossa conduta, a fim de que, sendo normalmente obrigados a privar-nos de algumas para ter as outras, sempre escolhamos as melhores."

René Descartes, in 'Carta a Elisabeth'


 

(Pelo menos tentamos que sejam sempre as melhores. Para mim está ali tudo, na junção da minha foto (uiiii, aquela foto foi difícil de encontrar, mas encontrei-a...) e do texto…que audaz sou, ao unir uma foto minha a tão sapientes palavras de Descartes!)

(Um Sorriso)

(P.S. Dedico esta foto à Mané! Beijo.)


 

 


publicado por SV às 19:39
| comentar | ver comentários (3)
Terça-feira, 9 de Outubro de 2007

C. versus B.

 

PONTES ENTRE NÓS

(Pedro Abrunhosa)

Eu tenho o tempo,
Tu tens o chão,
Tens as palavras
Entre a luz e a escuridão.
Eu tenho a noite,
E tu tens a dor,
Tens o silêncio
Que por dentro sei de cor.

E eu, e tu,
Perdidos e sós,
Amantes distantes,
Que nunca caiam as pontes entre nós.

Eu tenho o medo,
Tu tens a paz,
Tens a loucura que a manhã ainda te traz.
Eu tenho a terra,
Tu tens as mãos,
Tens o desejo que bata em nós um coração.

E eu, e tu,
Perdidos e sós,
Amantes distantes,
Que nunca caiam as pontes entre nós.


 

 

ENCOSTA-TE A MIM...

(Jorge Palma)

Encosta-te a mim, nós já vivemos cem mil anos

encosta-te a mim, talvez eu esteja a exagerar

encosta-te a mim, dá cabo dos teus desenganos

não queiras ver quem eu não sou, deixa-me chegar.

 

Chegado da guerra,

fiz tudo p´ra sobreviver

em nome da terra, no fundo p´ra te merecer

recebe-me bem, não desencantes os meus passos

faz de mim o teu herói, não quero adormecer.

 

Tudo o que eu vi,

estou a partilhar contigo

o que não vivi, hei-de inventar contigo

sei que não sei, às vezes entender o teu olhar

mas quero-te bem, encosta-te a mim.

 

Encosta-te a mim,

desatinamos tantas vezes

vizinha de mim, deixa ser meu o teu quintal

recebe esta pomba que não está armadilhada

foi comprada, foi roubada, seja como for.

 

Eu venho do nada porque arrasei o que não quis

em nome da estrada onde só quero ser feliz

enrosca-te a mim, vai desarmar a flor queimada

vai beijar o homem-bomba, quero adormecer.

 

Tu o que eu vi,

estou a partilhar contigo

o que não vivi , hei-de inventar contigo

sei que não sei, às vezes entender o teu olhar

mas quero-te bem, encosta-te a mim.

 

Encosta-te a mim,

Encosta-te a mim,

Quero-te bem,

Encosta-te a mim.

 

 


 

  

(Dois músicos/poetas por excelência. Tinha que os colocar aqui e agora no meu cantinho em igualdade de circunstâncias,  para que pudessem chegar a uma concordância minha, confidencial, interna  e pessoal...Hoje, terei que colocar um dulpo sorriso, um para o Pedro e outro para o Jorge. Obrigada a ambos, por me estimularem com estas vossas palavras, e me "obrigarem" àquilo que tanto gosto...a pensar, a meditar e principalmente a chegar a conclusões...)

 

publicado por SV às 21:00
| comentar | ver comentários (2)
Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

Perenemente!

"É como passar com palavras, nas paisagens flutuantes dentro da sua floração, quando tudo se esculpiu perenemente para não ser esquecido."

(António Salvado)

(Para eu não esquecer o excelente dia 05 de Outubro que passei na Aldeia que dizem ser, a mais Portuguesa de Portugal. E onde fui dar ao dedo na minha máquina...mas também gargalhei até mais não poder. Agradeço a excelente companhia que tive ao almoço...pessoas que conhecia e que conheci ali no momento. Amigos de amigos, de amigos...enfim a internacionalização na Beira. Foram umas horas bem passadas. Para além da excelente companhia,  o Restaurante fantástico (Geo-Restaurante), a comida caseira hummmm, o bom vinho da Beira, e as paredes com frases, quase perfeito. Aqui deixo uma das frases, escolhi esta porque achei lindissima...e não é, que no regresso para o carro me deparo com o seu autor! Que dia...)

(Fica aquele Sorriso)


publicado por SV às 19:00
| comentar | ver comentários (1)
Quarta-feira, 3 de Outubro de 2007

S/T

 

"Um dia...nunca é dia nenhum!"

(Disseram-me esta frase, no meio de uma conversa muito interessante. De toda a conversa, foi esta frase que me ficou na memória...Porque? Pois bem, pelos acasos dos acasos que a vida me têm dado. Fico-me pela frase!)

 

(Sempre com aquele Sorriso)


publicado por SV às 20:33
| comentar

Fotografar é...

...escrever com o coração e ler com a alma.

As horas...

Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30

31


Links

Posts recentes

O Caminho da minha Impuls...

Amigo

Vale a pena lutar?

Sentes, Pensas e Sabes qu...

Destino, Acaso ou Coincid...

Precious

Oceano Nox - Um bramido

O Mar Agita-se, como um A...

O Sorriso

(para mim) Será Eterna...

Desde 04/05/2007:

Arquivos

Julho 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 2 seguidores