Sexta-feira, 22 de Junho de 2007

Ausente...mas sempre presente!

"Conhecer alguém aqui e ali que pensa e sente como nós, e que embora distante, está perto em espírito, eis o que faz da Terra um jardim habitado." (Goethe)

(Fiquem bem...Um Sorriso)

sinto-me:

publicado por SV às 19:56
| comentar | ver comentários (3)
Domingo, 17 de Junho de 2007

O Retiro da Alma

"Há quem procure lugares de retiro no campo, na praia, na montanha; e acontece-te também desejar estas coisas em grau subido. Mas tudo isto revela uma grande simplicidade de espírito, porque podemos, sempre que assim o quisermos, encontrar retiro em nós mesmos. Em parte alguma se encontra lugar mais tranquilo, mais isento de arruídos, que na alma, sobretudo quando se tem dentro dela aqueles bens sobre que basta inclinar-se para que logo se recobre toda a liberdade de espírito, e por liberdade de espírito, outra coisa não quero dizer que o estado de uma alma bem ordenada. Assegura-te constantemente um tal retiro e renova-te nele. Nele encontrarás essas máximas concisas e essenciais; uma vez encontradas dissolverão o tédio e logo te hão-de restituir curado de irritações ao ambiente a que regressas."

Marco Aurélio (Imperador Romano), in "Pensamentos"

(Esse retiro, há quem nunca encontre, e há quem tenha a felicidade de um dia o encontrar.)

sinto-me:

publicado por SV às 23:39
| comentar | ver comentários (2)
Quinta-feira, 14 de Junho de 2007

A Ostra e a Pérola.

 

 

 

"Uma ostra que não foi ferida não produz pérolas. Pérolas são produtos da dor; resultados da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou grão de areia.

Na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada nácar. Quando um grão de areia a penetra, as células do nácar, começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas, para proteger o corpo indefeso da ostra. Como resultado, uma linda pérola vai-se formando.

Uma ostra que não foi ferida, de modo algum produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.

O mesmo pode acontecer connosco. Se já te sentiste ferida pelas palavras rudes de alguém? Já foste acusada de ter dito coisas que não disseste? As tuas ideias já foram rejeitadas ou mal interpretadas? Já sofreste o duro golpe do preconceito? Já recebeste o troco da indiferença? Então, produz uma pérola! Cobre as mágoas com várias camadas de AMOR.

Infelizmente, são poucas as pessoas que se interessam por esse tipo de movimento. A maioria aprende apenas a cultivar ressentimentos, mágoas, deixando as feridas abertas e alimentando-as com vários tipos de sentimentos pequenos e, portanto, não permitindo que cicatrizem.

Assim, na prática, o que vemos são muitas "Ostras Vazias", não porque não tenham sido feridas, mas porque não souberam perdoar, compreender e transformar a dor em amor.

Um sorriso, um olhar, um gesto, na maioria das vezes valem mais do que mil palavras."

 

(O texto não é meu, recebi-o por email de uma pessoa que muito estimo e admiro. E como gosto de partilhar, e me deram autorização para tal...partilho-o.)

(Um Sorriso)

sinto-me:

publicado por SV às 18:10
| comentar | ver comentários (2)
Domingo, 10 de Junho de 2007

Dois momentos em Óbidos.

No fim-de-semana, aproveitei para ir recarregar as energias, e aquando da minha passagem por Óbitos dois momentos engraçados, e merecedores de registo me aconteceram. Para já não falar, em que é sempre um prazer revisitar e voltar vezes sem conta a Óbidos, gosto imenso, já visitei várias vezes, uma das quais no Festival Internacional do Chocolate, hummmm perdi-me lá, logo eu que adoro chocolate, assumidamente sou uma "chocolateira", é sempre em Novembro, recomendo vivamente uma ida. Mas voltando ao que desta vez me despertou a atenção em Óbidos:

 

1º logo à entrada da Vila há um café com o nome sugestivo "Porta da Vila", (onde eu já ouvi isto ahahah). Registei e aqui deixo a placa de entrada do referido estabelecimento comercial.

 

 

 

2º O "Ti Manel", (nome fictício), um Sr.º todo "catito", que estava a vender umas bicicletazitas feitas em arame (há 53 anos que as faz), e que me fez dois favores: 1º de fazer ali no momento uma "Pasteleira" (segundo ele é a bicicleta mais tipicamente portuguesa que há), e 2º deixar-me tirar-lhe umas fotografias...

São estes momentos e estas peças de artesanato, puro e genuíno, que eu adoro trazer como recordação das visitas que vou fazendo. As peças, essas vou colecionando religiosamente. Os momentos, imortalizo-os através da minha objectiva.

Aqui fica o momento final, dos aproximadamente 4 minutos, que o "Ti Manel" demorou a fazer a minha "Pasteleira".

 

sinto-me:

publicado por SV às 23:50
| comentar | ver comentários (3)
Domingo, 3 de Junho de 2007

A minha politica é: a minha terra.

Quero partilhar o quanto importante foi para mim o dia de ontem, sábado dia 02.
Fiz a minha primeira intervenção política publicamente. Intitulei-a de apontamento sugestivo, porque considerei que eram um conjunto de sugestões e propostas de actuação numa temática que eu acho fundamental e indispensável que se trabalhe neste próximo quadro comunitário: O Turismo, explicitamente associado à Cultura e ao Artesanato.
Tenho uma visão muito peculiar e pessoal do que é a politica, nomeadamente a politica local, visto que é nessa que me inclui: Em 1º - penso que a causa politica tem como principal objectivo servir a população. 2º - Quem está na política deve ter dois propósitos: respeito e consideração, pela causa pública, mas fundamentalmente por quem não tem, ou não quer ter, voz activa e participativa. 3º - Tem que se respeitar toda a população (a que vota e a que não vota em nós) da mesma maneira desde o primeiro dia da tomada de posse até ao último dia dos mandatos. 4º – os tachos e as panelas só servem para estar na cozinha e o “factor C” deve ser algum novo factor de um qualquer recente protector solar. (Nota: o 5º ponto, prefiro nem mencionar, é mais polémico que os anteriores, ahahahah).
Por natureza tenho e exponho (quase) sempre a minha opinião, (mal é, quando não a manifesto), ontem manifestei-a e penso que deixei a minha marca, não falei só por mim, mas por muitas outras vozes que tiveram confiança em mim e me elegeram para estar ali como sua porta voz… Enquanto estiver na causa politica e publica, estarei sempre com o mesmo propósito que tenho na minha vida pessoal: com respeito, educação e acima de tudo a lutar pelo bem-estar da minha comunidade e da minha terra.
Termino citando Aristóteles: “O prazer no trabalho aperfeiçoa a obra”
sinto-me:

publicado por SV às 10:18
| comentar | ver comentários (4)

Fotografar é...

...escrever com o coração e ler com a alma.

As horas...

Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
27
28
29
30

31


Links

Posts recentes

O Caminho da minha Impuls...

Amigo

Vale a pena lutar?

Sentes, Pensas e Sabes qu...

Destino, Acaso ou Coincid...

Precious

Oceano Nox - Um bramido

O Mar Agita-se, como um A...

O Sorriso

(para mim) Será Eterna...

Desde 04/05/2007:

Arquivos

Julho 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 2 seguidores