3 comentários:
De mil sorrisos a 13 de Janeiro de 2008 às 00:53
Tens um singelo desafio no meu cantinho. Espreita...
Beijos e :o)))))))
(espero que estejas bem!!)


De mil sorrisos a 9 de Janeiro de 2008 às 10:30
Grande verdade...e que bem ilustrada! Bom ano para ti!
Beijos e :o))))))))))


De Doce a 5 de Janeiro de 2008 às 07:57
Quando criança, por causa de meu caráter impulsivo,
ficava com raiva à menor provocação.
Na maioria das vezes, depois de um desses incidentes, sentia-me envergonhada e esforçava-me por consolar a quem tinha magoado.
Um dia, o meu professor viu-me pedindo desculpas depois de uma explosão de raiva.
Entregou-me uma folha de papel lisa e disse-me:
- Amasse-a!
Com medo, obedeci e fiz com ela uma bolinha.
- Agora, deixe-a como estava antes.
É óbvio que não pude deixá-la como antes.
Por mais que eu tentasse, o papel ficou cheio de marcas.
Então, disse-me o professor:
- O coração das pessoas é como esse papel...
A impressão que neles deixamos será tão difícil de apagar como esses amassados.
Assim aprendi a ser mais compreensiva e mais paciente.
Quando sinto vontade de estourar, lembro deste papel amassado, ele não mais voltará a ser o mesmo liso e bonito papel de antes, porque eu o maculei.


Comentar post